Adicionado por a 2013-10-09

 

O presidente da Bielorrússia Alexander Lukashenko – confrontado com crescentes protestos públicos à sua política após 19 anos no comando da ex-república soviética – está determinado a arranjar maneira de evitar os protestos. Para isso criou um decreto em que é proibido … bater palmas em público! Só há uma exceção: as palmas dirigidas aos veteranos de guerra, estas são permitidas.

Tudo porque a população, sem possibilidade de se manifestar de outra forma, decidiu adotar o bater palmas como forma de protesto. Quando se encontrava um grupo de cidadãos a bater palmas em público aparentemente sem motivo, o ato era encarado como mais uma manifestação popular contra o governo.

Mas o decreto foi levado ao extremo. A polícia local é a principal responsável por aplicar a lei e neste aspecto tem exagerado. Para além de já ter prendido um surdo-mudo acusado de gritar slogans anti-governo no protesto de dezembro de 2011, já antes, em julho do mesmo ano, levou à barra dos tribunais o desempregado Konstantin Kaplin, da cidade de Grodno, que foi condenado a pagar uma multa equivalente a cerca de 150€ por bater palmas. O problema é que o pobre Konstantin é oficialmente reconhecido como pessoa portadora de deficiência física por ter perdido um dos braços, o que faz com que, para ele, seja particularmente difícil o simples ato de bater palmas, posto que ele só dispõe de uma mão!

 
161903638

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*