Adicionado por a 2013-06-11

 

Os maquinistas de Estocolmo, Suécia, tomaram uma decisão peculiar para contrariar a nova regra da empresa de comboios sueca que proibiu o uso de calções durante o verão. Os maquinistas masculinos, agora, usam saia.

Um grupo de 12 maquinistas que trabalham na linha de Roslagsbanan, na Suécia, ficaram descontentes com a decisão da Arriva, que explora a rede de comboios sueca, de proibir o uso de calções a todos os maquinistas masculinos. Para contrariar a decisão os 12 homens encontraram resposta no uniforme feminino: a saia.

Aparentemente, a opção não causou qualquer transtorno aos maquinistas que divulgaram no Facebook imagens da nova “peça” do uniforme masculino da empresa.

Um dos funcionários da companhia de transportes sueca, Martin Akersten, contou à BBC: “Nós, sempre dissemos que quando o verão chegasse iríamos comprar saias e usá-las. O clima é muito quente aqui (em Estocolmo), e gostamos de usar calções mas, se não podemos, temos as saias que nos dão algum conforto”.

A companhia ferroviária divulgou a um jornal local, “Mitti”, que proibir o uso das saias seria uma forma de discriminação. Quando questionado sobre as reações dos passageiros, Akersten admite que estes “não parecem incomodados. Os passageiros fixam-nos mas, até agora, ninguém disse nada…”.

Em defesa dos 12 maquinistas, Martin Akersten explica que “nos dias mais quentes do verão, na cabine de um comboio, a temperatura pode ultrapassar os 35 graus”.

 
ng2598945

fonte: Jornal de Notícias

Category:

Caso Insólito Do Dia

Tags:

, , , , , ,

Pesquisas Relacionadas:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*