Adicionado por a 2013-05-31

 

Imaginar que um homem possa tocar guitarra enquanto é operado ao cérebro parece insensato. Mas, na Universidade da Califórnia (EUA), Brad Carter, de 39 anos, soltou alguns acordes enquanto os médicos colocavam um pacemaker no seu cérebro. Este norte-americano é guitarrista, adora música, mas sofre de tremores, o que afeta a ‘relação’ com a sua guitarra.

Médicos-cirurgiões da Universidade da Califórnia levaram a cabo uma intervenção cirúrgica que não é inédita, mas que pode suscitar receios. Assim, nada melhor do que colocar um paciente a tocar guitarra enquanto é operado ao cérebro.

Brad Carter, de 39 anos, sofre de tremores, que o impedem de ter controlo sobre as suas mãos. Para manusear a sua guitarra com o desempenho que a paixão lhe permitiria, este homem necessita de eliminar aquele problema.

A solução passa por colocar um pacemaker no cérebro. Já há pelo menos 500 pacientes que foram submetidos a este tipo de intervenção cirúrgica. Mas nenhum deles tocou guitarra enquanto era operado, numa intervenção que exige que o doente esteja acordado.

Com este ‘concerto’ ao vivo – este músico está a divulgar a sua arte através de diferentes plataformas, numa intervenção cirúrgica muito mediatizada – pretende-se eliminar medos, a pessoas que temem as operações ao cérebro.

Esta técnica de pacemaker poderá servir a cerca de 11 milhões de norte-americanos, que sofrem de diferentes doenças, entre as quais Parkinson, por exemplo, que provocam aqueles impulsos indesejados.

No caso de Brad, a operação foi bem sucedida. Os médicos trabalharam ao som da música deste paciente que adora a música e que esgota todas as possibilidades para fazer algo que o completa.

 

fonte: ptjornal

Category:

Caso Insólito Do Dia

Tags:

, , , , ,

Pesquisas Relacionadas:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*